Pensar em tudo

Postado por | 8 de novembro de 2011 Auto, Novidades, Pra você | Sem Comentários

O mundo, às vezes, nos surpreende com acontecimentos impressionantes.  Quando menos se espera, o mais desavisado pode ser a qualquer momento protagonista de uma situação, no mínimo, bizarra. Um exemplo bastante interessante foi o caso recente de um pequeno avião que ficou preso à uma roda gigante na Austrália. Fatos como esse ilustram bem o porquê de correntes de pensamento como a Teoria do Caos – aquela que determina que “O bater de asas de uma borboleta em Tóquio pode provocar um furacão em Nova Iorque” – apesar de parecem insólitas são perfeitamente factíveis e ganham cada vez mais adeptos.  

Não é para menos que aqueles que foram aos cinemas assistir ao filme argentino Um conto Chinês, dirigido por Sebastian Borensztein e estrelado por Ricardo Darín (o mesmo de O segredo dos seus Olhos, ganhador do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2010), saíram surpresos com o fato real que inspirou a história, revelado somente durante os créditos finais da película. Isso sem contar o fato de o personagem Roberto, vivido por Darín, ser ele próprio um colecionador de histórias absurdas que acaba protagonista de uma.

Por essas e por outras é que estar preparado para as surpresas do dia-a-dia nunca é demais. E ter a tranquilidade de contar com o apoio especializado de uma seguradora de confiança, que está sempre pronta para auxiliá-lo a minimizar riscos, é imprescindível.  Além do mais, nos dias de hoje, justamente por contar com situações raras ou inusitadas é que muitos dos produtos disponibilizados contam com coberturas bem diversificadas. Dessa forma, o segurado evita a probabilidade de sofrer com prejuízos substanciais.

Um exemplo bem ilustrativo é que, mesmo em seguros do tipo Empresarial, Residencial ou Condomínio; veículos de terceiros que tenham sido, por ventura, danificados têm cobertura. Imagine a situação de um incêndio em um determinado comércio e um veículo estacionado à porta seja atingido pela queda de um pedaço da fachada.

Nesses casos, o sinistro deve ser comunicado à seguradora e, em seguida, o veículo encaminhado para uma das oficinas credenciadas para elaboração do orçamento. De posse do orçamento, o proprietário marca a vistoria junto à Central de Atendimento. Na data determinada, o veículo é deixado na o­ficina para avaliação. Com a vistoria aprovada, o conserto é feito e nem o segurado, nem o proprietário do veículo sofrem com prejuízos materiais que poderiam ser bem mais expressivos sem esse tipo de cobertura.

Deixe um Comentário

Seu email não será publicado. Requerido