Bom te ver Bem na festança, sô!

Postado por | 15 de junho de 2012 Bem estar, Destaques, Novidades, Pra você, Saúde/Vida | Sem Comentários

“Fagulhas, pontas de agulhas, brilham estrelas de São João”…. Como bem diz Moraes Moreira na letra da canção Festa do Interior, um dos acontecimentos marcantes neste mês no Brasil são as festas juninas. Trazida da Europa pelos portugueses, essa tradição encontrou no Brasil o ambiente e ingredientes perfeitos para tornar ainda mais saborosas as comemorações por conta dos dias de Santo Antonio (13), São João (24) e São Pedro (29).

Além da variedade de quitutes saboreados nessa época, em algumas regiões do País, esses eventos também têm relevante importância econômica e religiosa, sobretudo na região Nordeste. Cidades inteiras e um verdadeiro arsenal de foliões se empenham em deixar os festejos ainda mais animados.

Porém, há elementos comuns nas comemorações que podem transformar a festa em motivo de choro. Um levantamento do Ministério da Saúde indica que, em média, são registradas mais de 100 internações para tratamento de queimaduras por acidentes com fogos de artifício durante o período de festas juninas. Entre 2008 e abril de 2011, quase 1,4 mil internações foram registradas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no País por conta desse tipo de ocorrência.

Para que você possa curtir com pamonha e pé-de-moleque (e não com pomada e gaze), separamos algumas dicas que podem ajudar a fazer os festejos muito mais bonitos. E seguros.

O primeiro passo é observar a origem dos fogos adquiridos e usar materiais de fabricação caseira.

Na hora de soltar fogos, alguns cuidados podem evitar lesões nas mãos, braços, rosto ou mesmo auditivas.

·       Nunca soltar rojão segurando diretamente na mão: o ideal é interpor com vários rojões já usados ou mesmo varetas, deixando uma distância de pelo menos 60 cm da mão e afastado do rosto;

·       Não apontar para onde há pessoas circulando;

·       Evitar proximidade com fios elétricos;

·       Se beber, não solte fogos ou mesmo brinque nas proximidades de fogueiras.

Crianças

É importante especial atenção às crianças nesta época do ano, principalmente com as tradicionais “biribinhas”, já que as faíscas podem atingir substâncias com potencial para incêndio, como o álcool utilizado para iniciar o fogo das fogueiras, por exemplo.

Deixe um Comentário

Seu email não será publicado. Requerido